Quem já viajou para o exterior já pôde conferir um pouco das vantagens e benefícios do duty free, loja situadas em zonas alfandegárias e livres de impostos. Ela oferece uma diversidade de produtos a preços em conta.

Bebidas, produtos de beleza, perfumes, chocolates e eletrônicos são alguns dos produtos à disposição para quem vai encarar uma viagem internacional. Isso faz com que atraiam o interesse de todos que estão na zona de embarque e gostam de encontrar pechinchas.

Tanto que o mercado global desse tipo de negócio está em constante crescimento nos últimos anos. A expectativa de faturamento do setor é de US$ 114,5 bilhões até 2021, com um crescimento médio anual de 9%, de acordo com relatório da empresa de pesquisas Technavio.

É uma prova de como esses estabelecimentos agradam os passageiros. Primeiro por oferecer uma distração para quem precisa esperar um tempo considerável nos aeroportos. A busca por boas ofertas costuma diante da infinidade de ofertas costuma ser longa.

Depois, pela possibilidade de comprar produtos originais e de marca com preços bem mais em conta do que no Brasil. A ausência de imposto faz com que muitas categorias realmente sejam mais baratas na comparação com o varejo.

Contudo, antes de sair comprando nos aeroportos, confira o passo a passo abaixo para garantir que a sua experiência seja a melhor possível – e não atrapalhe nem a sua viagem e nem as suas finanças.

Programe-se para andar e pesquisar

A partir do momento que você já está com a viagem marcada, reserve um tempo no aeroporto para andar nas lojas. É a melhor forma de encontrar promoções e produtos com o preço mais em conta.

Muitas pessoas perdem a oportunidade de realizar boas compras porque chegam no aeroporto com pouco tempo para o seu voo. Em voos internacionais, por exemplo, o recomendável é chegar até quatro horas antes para evitar qualquer transtorno.

Reserve com antecedência

Se mesmo assim você tiver pouco tempo para procurar, ou se deseja evitar a falta de estoque do produto no dia do voo, a dica é fazer a reserva do item com antecedência pela Internet no site oficial da empresa.

É uma nova opção disponibilizada aos consumidores. Você pode reservar um produto entre 35 dias e 72 horas antes da sua viagem. Mas lembre-se: não se trata de compra online, e sim de reserva. O pagamento será efetuado apenas no local que você retirar o produto.

Entre as principais vantagens estão a garantia e estoque do item que você deseja, a manutenção do preço e os caixas preferenciais, diminuindo filas. Além da internet, esse processo pode ser feito por telefone ou nas unidades de embarque.

Separe a moeda que você irá utilizar

Deixe separado também o dinheiro que você irá utilizar para as compras no duty free. Essa atitude facilita na hora do pagamento, diminuindo filas e agilizando seu próprio deslocamento nos aeroportos.

As moedas aceitas costumam variar em cada local, mas certamente é possível realizar transações em dólar e no dinheiro corrente do país que você estiver. Cartões de crédito das principais bandeiras também são aceitos.

Tenha a documentação em mãos

Não basta ter dinheiro para comprar nesse tipo de loja. Por ficar em zona alfandegária, é necessário apresentar a documentação da viagem no caixa. Portanto, deixe os documentos em fácil acesso na bolsa ou mochila.

O principal deles é o cartão de embarque, com a origem e o destino do voo. Além dele, o viajante precisa apresentar um documento de identificação. No Mercosul, o brasileiro pode mostrar o RG. Em outros países, é obrigatório utilizar o passaporte.

Atente-se ao limite!

A infinidade de ofertas e os preços baixos costumam fazer com que as pessoas extrapolem o quanto elas poderiam gastar. Lembre-se: há um limite de preço que o viajante pode comprar no momento de desembarque.

No Brasil, ninguém pode comprar mais de US$ 500 no momento de entrar no país (excluindo o que você já adquiriu no exterior). Além disso, há limites na quantidade de produtos, principalmente tabaco e bebidas.

No momento de embarque, não há um limite específico de valor que o passageiro pode gastar. Contudo, é recomendável se informar sobre as regras do país de destino para evitar possíveis transtornos em sua chegada.

Pergunte e se informe

Tem dúvidas sobre funcionamento, garantia, funcionamento e até sobre o preço? Não hesite em perguntar e conversar com os funcionários para obter mais informações sobre a política da empresa e da conversão de moedas.

Os funcionários são capacitados e treinados para atender a demanda dos passageiros e, além de conversar no idioma local, normalmente também falam inglês. Eles são um apoio importante para quem deseja achar boas ofertas.

Aproveite as oportunidades

Gostou de um produto, o preço está em conta e você tem condições de pagar? Então aproveite. Esses estabelecimentos não têm acesso ao público geral e só são visitadas por quem está em viagem internacional.

A partir do momento que você sai da zona aduaneira, você não pode mais voltar caso mude de ideia. Dessa forma, não se preocupe em andar e gastar um pouco mais de tempo nos corredores da loja nas áreas de embarque e desembarque.

Simples e fácil

Com estes passos, a sua próxima compra será mais simples, fácil e rápido. É possível se divertir, economizar e, ainda por cima, encontrar boas ofertas dos mais variados produtos.

Para quem viaja bastante, ou quer aproveitar a espera do voo para encontrar aquele item que sempre desejou a um preço acessível, o duty free sempre será a melhor opção para todos os gostos e estilos.