AUCKLAND, NEW ZEALAND - JANUARY 29: New Zealand Prime Minister Jacinda Ardern welcomes the crowd and introduces Australian musician D.D Dumbo on to the Princess Street Stage at St Jerome's Laneway Festival on January 29, 2018 in Auckland, New Zealand. The prime minister performed a DJ set at the festival. (Photo by Dave Simpson/Getty Images).

Atual chefe de governo da Nova Zelândia, a primeira-ministra Jacinda Ardern, 37 anos, é a mulher mais jovem do mundo no comando de uma nação. No restrito grupo de chefes de governo abaixo dos 40 anos, ela tem a companhia do francês Emmanuel Macron, 39 anos, e do austríaco Sebastian Kurz, 31 anos. A Nova Zelândia foi o primeiro país do mundo à dar o direito de voto às mulheres, uma conquista que completará 125 anos em 2018.

No atual Índice Global de Desigualdade de Gênero, levantando pelo World Economic Forum e publicado em outubro de 2016, a Nova Zelândia apareceu entre os dez países com maior igualdade de gênero no mundo. Um ano depois, em outubro de 2017, o país elegeu a primeira-ministra Jacinda Ardern, 37 anos, atualmente a chefe de governo mulher mais jovem do mundo.

Desde que assumiu o comando da nação, Jacinda tem atraído atenção da mídia por sua acessibilidade nas redes sociais, por suas aparições públicas e pelo apoio a causas progressistas: entre outras, Jacinda advoga pelo feminismo e pelo casamento homoafetivo. Em fevereiro, ela encabeçou o desfile da Parada Gay de Auckland, a maior da Nova Zelândia.

Jacinda também atraiu os holofotes em janeiro, quando anunciou estar grávida de seu primeiro filho. Questionada pela mídia sobre como seria capaz de conciliar a gravidez com as demandas de seu trabalho como primeira-ministra, ela simplesmente declarou: “estou grávida, não incapacitada, e como todas as outras pessoas que já estiveram grávidas antes eu apenas seguirei a minha vida”.