Como é a entrevista para solicitação de visto americano

Um solicitante de visto americano relata com riqueza de detalhes toda a sua experiência.

5
42380

Aqui no Agentes de Viagens.com recebemos diariamente dezenas de comentários em postagens sobre visto americano, de pessoas de todas as partes do país.

Um de nossos leitores resolveu compartilhar detalhadamente sua experiência diante do agente consular, desde a entrada no consulado até o momento da entrevista. Um relato muito rico em detalhes que pode ajudar os solicitantes de primeira viagem que não têm a menor ideia do que se passa naquele local.

O relato abaixo foi super bem sucedido, onde podemos notar que para ter um visto aprovado você não precisa ser uma pessoa rica. Basta ter compromissos no Brasil que passem segurança ao consulado sobre suas intenções de voltar, além de demonstrar acima de tudo segurança e firmeza nas respostas, expressando assim seu real objetivo nessa viagem.

Ao contrário do que muitos pensam, o agente consular ou entrevistador não quer ver resmas de documentos comprovando renda, bens etc. Tanto é que esses documentos são sugeridos e não obrigatórios

Esse tipo de documentação vem em último caso. Na verdade, ele quer olhar em seus olhos e sentir a sua real intenção através de perguntas. Esses agentes são altamente treinados para notar se você está falando a verdade ou mentindo através das suas expressões corporais e tom da sua voz.

Confira o depoimento:

Li muitos depoimentos que me ajudaram para adquirir o visto, então resolvi retribuir e deixar aqui minha experiência para solicitação do Visto Americano.
Minha esposa e eu ainda não possuíamos passaporte. Demos entrada no passaporte no dia 17/10/2016 e no dia 25/10/2016 recebemos confirmação por e-mail que eles já estavam disponíveis para retirada, mesmo o prazo que estava no protocolo, tendo indicado que deveria chegar em 30 dias, por problemas na confecção do passaporte.
Com o passaporte em mãos, fomos para o preenchimento do DS-160 no dia 26/10. Peguei algumas dicas em sites e conversei com alguns amigos que já haviam preenchido, e segui em frente. O formulário é de certa forma alto explicativo e com as dicas recebidas, foi um processo tranquilo para preenche-lo, embora tenha demandado bastante tempo e atenção. Naturalmente é super importante que as informações preenchidas no formulários sejam verídicas e tenham consistência.
Após o preenchimento, entramos no site do agendamento consular e realizamos o pagamento da taxa pelo cartão de crédito. Boa dica para quem quer agilizar o processo, porque autorizando o pagamento, já é possível realizar os agendamentos no mesmo momento (se for por boleto, pode demorar até 3 dias). As fotos e digitais agendamos para o dia 28/10 (sexta-feira) e a entrevista para o dia 31/10 (segunda-feira).
Agendamos a visita para fotos e coleta de digital na Vila Mariana, dia 28/10, as 13h. Não sei se era o horário ou o fato de ser sexta-feira, mas quando chegamos só minha esposa e eu estávamos no local e então as 13h15 já tínhamos saído de lá, com as digitais e fotos concluídas. Fomos super bem atendidos, todos funcionários muito solícitos e atenciosos.
Foi um fim de semana de bastante ansiedade, mas a segunda-feira finalmente chegou. A entrevista estava marcada para as 8h20 e eu minha esposa chegamos 10mins antes, deixamos o carro no estacionamento com os pertences todos, como celular, bolsa e etc (deu 25 reais todo o período que ficamos). Só levamos a pasta com os documentos para entrada no consulado.
A fila para entrada no consulado demorou cerca de 10 minutos do lado de fora na rua + cerca de 25 minutos das filas que ficam dentro do prédio, mas ainda fora do consulado. Tinha muita gente no dia, acho que também pelo fato de ser segunda-feira e o horário da manhã, que costuma ser o mais cheio, mas tudo fluiu bem e entramos na fila da entrevista em menos de 40 minutos depois que paramos o carro. Também fomos muito bem atendidos pelos funcionários do consulado.
Nossas preocupações principais para entrevista eram:
• Minha esposa mudou de emprego em Abril deste ano, embora no emprego anterior tenha ficado mais de 7 anos, não é considerado um período que passa estabilidade;
• Nunca viajamos para fora do país;
• Não temos filhos;
• Não somos casados no papel, mas moramos juntos tem 5 anos.. tínhamos medo de poderem interpretar isso de forma negativa;
• Entre outras, como simplesmente o entrevistador não ir com nossa cara..kkkkkkkkk
Levamos todos documentos possíveis: Extrato do imposto de renda, holerites, carteira de trabalho, extrato da poupança, extrato da conta corrente, contrato de compra e venda de nosso apartamento financiado, documento do carro, além de todos documentos pessoas como CPF, RG, titulo de eleitor e etc. Como na maioria dos casos, não nos foi solicitado apresentar nenhum dos documentos que tínhamos levado, como poderão ver mais abaixo..
Na fila da entrevista ficamos cerca de 20minutos, e sim, é possível enquanto está na fila ouvir outras entrevistas e isso causa um calafrio, não tem como..rs…
A nossa frente, na cabine que fizemos nossa entrevista, foi uma família com 2 mulheres e 1 homem. As duas eram irmãs e ele era casado com uma delas. Iriam para Boston os 3 e mais o marido da outra que não estava presente, porque já tinha visto. O entrevistador ficou bastante encucado porque quando perguntou a eles o que fariam em Boston, disseram que iriam passear, mas não souberam dizer que tipo de coisas iriam fazer, se iriam se deslocar para outras cidades e/ou Estados e etc. Então uma dica bem comum, mas valiosa, é saber e conseguir transmitir com segurança o que deseja fazer na viagem, quais lugares quer conhecer e etc, porque passa credibilidade e confiança ao entrevistador que a viagem de fato tem caráter turístico. Mesmo com esse “deslize”, os vistos da família foram aprovados. O marido de uma das mulheres, era taxista aposentado e a outra vivia de pensão do ex-marido.. isso quebra um pouco aquele estigma de que “tem que ganhar bem” para ter o visto aprovado.
Chegando nossa vez, fomos atendidos por um americano grisalho, cerca de 50 anos, super simpático. Mesmo tendo feito todo o processo com muita atenção e assertividade, é inegável que no momento da entrevista, vem aquele friozinho na barriga.. Vou tentar colocar a entrevista na íntegra:

Entrevistador: Bom dia!
Nós: Bom dia!

Entrevistador: Qual relacionamento de vocês?
Eu: Somos casados, apenas ainda não oficializamos no papel.

Entrevistador: Quanto tempo são casados / moram juntos?
Eu: 5 anos.

Entrevistador: Já viajaram para fora do país?
Eu: Não, nunca saímos do Brasil.

Digita, olha no computador, digita…

Entrevistador: Com o que você trabalha Sr. Guilherme?
Eu: Sou coordenador de uma operação que realiza a prevenção de fraudes no e-commerce.

Entrevistador: Há quanto tempo trabalha no mesmo local?
Eu: 8 anos.

Entrevistador: E você Sra. Priscila, trabalha?
Minha esposa: Sim, sou Gerente de contas, a empresa que trabalho comercializa um software de gerenciamento de atividades e projetos.

Entrevistador: Há quanto tempo trabalha no mesmo local?
Minha esposa: 6 meses.

Entrevistador: E antes?
Minha esposa: Trabalhava na mesma empresa do meu marido. Lá fiquei 7 anos.

Digita, olha no computador, digita…

Entrevistador: Você estuda?
Minha esposa: Sim, estou no 7º período de Administração.

Entrevistador: E o Sr. Guilherme, estuda?
Eu: Não, tranquei a faculdade 2 anos atrás.

Digita, olha no computador, digita…

Entrevistador: Para onde vocês vão viajar nos EUA?
Eu: Los Angeles e San Francisco;

Entrevistador: O que pretendem fazer lá?
Eu: Queremos conhecer os parques Six Flags e Universal Studios, as praias como Santa Monica e Venice Beach, além de assistir alguns jogos de basquete.
Nesta hora, o entrevistador soltou um sorrido de canto de boca.. parece um pouco soberbo, mas foi exatamente nessa hora que minha adrenalina baixou e soube que nossos vistos seriam aprovados. Ele continuou..

Entrevistador: Ah, vão ver os Lakers? (expressão amigável no rosto, sorriso)
Minha esposa (me atropelando..rsrs): Não, queremos ir ver os Warriors.

Ele achou a reação engraçada e sorriu mais ainda.. Digita, olha no computador, digita…

Entrevistador: Ahnnn, então querem ir ver o Stephen Curry?
Minha esposa: Isso, ele, o Draymond Green..
Eu: Mas também veremos os Lakers, já que estaremos por lá.

Entrevistador: Os Lakers estão uma merda…
Eu: Sim, hoje que manda em LA são os Clippers.

Entrevistador: É verdade..

Digitou mais…

Entrevistador: Ok, o visto de vocês foram aprovados. Boa viagem!

Saímos de lá extasiados, mega felizes e empolgados… fizemos a solicitação de receber os passaportes com os vistos no trabalho da minha esposa e em menos de uma semana eles já tinham chego..
Agora é aproveitar e curtir a viagem!!!!

5 COMENTÁRIOS

  1. O IR ajuda mas não é regra. No caso de casais que moram juntos eu sempre coloquei como união estável e nunca deu problema. O tempo de empresa de vocês e a movimentação bancária poderão ajudar muito.

  2. Se ela já tem visto, não precisa ela ir, talvez levar o passaporte dela possa ajudar. Se a renda dela for bem melhor que a sua, coloque ela como está custeando a viagem e na entrevista informe que você também tem como ajudar nos custos. Não esqueça de levar seus comprovantes de renda, declaração de IR, extrato bancário dos últimos 3 meses.

  3. Oi Edu quero ir pros EUA mas não tenho como comprovar renda o que me sugere que eu coloque alguma pessoa custeando ou que a empresa em que eu trabalho me deu a viagem ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui