Novo estudo Amadeus identifica quatro maneiras como o blockchain pode transformar o futuro da indústria de viagens

Amadeus afirma que o blockchain – uma das seis áreas identificadas pela empresa como potenciais disruptoras das viagens – é uma promessa formidável para mudar nossa forma de ‘trocar valores’ digitalmente. A Amadeus está lançando também seu novo Innovation Partnership Programme, que oferecerá suporte a empresas em estágio de crescimento cujas novas ideias estejam em fase piloto, utilizando uma variedade de diferentes tecnologias emergentes

472
Publicidade
Publicidade

Imagine se um aplicativo seguro permitisse a você compartilhar as informações do seu passaporte usando a impressão digital ao passar pela segurança do aeroporto… ou se você pudesse ter somente um cartão fidelidade para ganhar pontos do seu hotel, companhia aérea e locadora de veículos favoritos?

Essas são apenas algumas maneiras pelas quais a Amadeus afirma que o blockchain poderá transformar nossa forma de viajar no futuro, em sua mais recente pesquisa Blockchain: harnessing its potential in travel. O estudo, que traz contribuições das blockchain startups Civic e Loyyal e foi criado por meio de uma série de entrevistas e pesquisas documentais, identifica quatro casos de potencial uso do blockchain em viagens, incluindo uma identificação de passageiros mais segura e simplificada, melhoria do rastreio de bagagens, sistemas de fidelidade mais amigáveis e simplificação dos pagamentos entre agências de viagens e companhias aéreas.

E embora o blockchain ainda esteja em seus estágios iniciais de desenvolvimento, o estudo sugere que ele é uma ferramenta formidável para mudar nossa forma de ‘trocar valores’ digitalmente. Assim como o design da internet nos permitiu trocar informações com muita facilidade e rapidez, o blockchain conseguiu abrir as portas para uma nova interação da computação, que permite a troca de ‘valor’ entre negócios, governos e indivíduos. Até agora, esse valor tem sido moeda real, mas esse estudo da Amadeus sugere que o blockchain poderá ser utilizado também para a troca de informações de identificação da viagem, detalhes do rastreio de bagagens ou para pontos de fidelidade.

“Esse estudo foi elaborado para ajudar a acender uma luz sobre as várias áreas diferentes da indústria de viagens onde o blockchain começa a ter impacto, além de proporcionar uma janela para um desenvolvimento mais amplo da própria indústria de blockchain. Esperamos que esse estudo contribua para o melhor entendimento do potencial do blockchain e ajude a inspirar a colaboração no nível da indústria, necessária para trazer esses business cases à vida”, diz Katherine Grass, Diretora de Innovation & Ventures, Amadeus.

Essa pesquisa de percepção chega no momento em que a líder em tecnologia de viagens anuncia uma nova abordagem da inovação, na véspera de seu aniversário de 30 anos. Como parte dessa nova abordagem, a Amadeus identificou seis temas centrais com o maior potencial de transformar a indústria de viagens. Além do blockchain, esses incluem conteúdo estendido, melhoria da conversão, plataformas de mensagens, operações & desempenho e forças disruptivas. Esses temas foram selecionados com base em informações colhidas em conversas com centenas de startups e clientes, em toda a empresa.

Em paralelo e como parte dessa abordagem, a Amadeus está lançando também o novo Innovation Partnership Programme, que dará suporte a empresas em estágio de crescimento, trabalhando nesses seis temas para ajudá-las a transformar suas ideias num projeto-piloto que, se bem-sucedido, as colocará no mercado mais rapidamente.

“Quando se trata de inovação, o foco é importante. Ao concentrarmos nossas atividades de inovação em seis temas, pretendemos entregar mais valor tanto para nossos clientes quanto para seus viajantes,” disse Alex Luzarraga, Vice-Presidente de Corporate Strategy, Amadeus.

“Por meio do nosso Innovation Partnership Programme estamos reunindo pessoas que pensam de forma diferente, mas que podem atuar juntas com curiosidade e convicção – essa é a chave para liberar o potencial de novas ideias. É por isso que esse programa se fundamenta na combinação de nossa expertise interna e da criatividade de nossos parceiros externos para aplicarmos, com sucesso, nossa visão às tendências que constroem o futuro das viagens,” afirma Luzarraga.

Para fazer o download do estudo sobre blockchain e para saber mais sobre a abordagem Amadeus da inovação, visite www.amadeus.com/blockchain-whitepaper e www.amadeus.com/travel-innovation

DEIXE SEU COMENTÁRIO