Cinco iniciativas para fomentar a colaboração global nas organizações

Cecilia Sicardi, diretora de Recursos Humanos da Amadeus Latam

21
Publicidade

Alguma vez você teve problemas para coordenar ou entrar em acordo com um grupo de amigos ou parentes sobre assuntos secundários que poderiam ser resolvidos facilmente? Naturalmente, essas situações ocorrem com frequência quando formamos grupos de indivíduos com diferentes ideias, interesses e modos de expressar tais opiniões.

Agora imagine como ocorre esse mesmo processo em um ambiente de trabalho onde dezenas ou centenas de colaboradores originários de diferentes países, culturas, religiões e inclusive gerações devem interagir diariamente. É uma receita para o caos? Não necessariamente.

Na Amadeus, por exemplo, para gerir as complexidades presentes nos diferentes estilos de comunicação, aplicamos algumas iniciativas que promovem a formação de uma cultura de colaboração com base na tolerância, na aprendizagem e na conectividade.  Uma delas é o uso da tecnologia para fomentar a comunicação interna e a troca de ideias. As ferramentas e plataformas para trocar informações, criar documentos colaborativamente, assim como vários aspectos de inovação e desenvolvimento, agilizam a comunicação com o núcleo da organização e são de grande utilidade para a geração de ideias de modo colaborativo na empresa, mesmo com equipes localizadas em diferentes países dentro da região.

Esse ponto em especial redireciona nosso olhar para a segunda iniciativa: o equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal, promovendo uma flexibilidade horária alinhada às práticas de cada mercado.

Outra iniciativa considerada vital para impulsionar uma cultura de colaboração no núcleo de uma organização é reformular o estilo de liderança.  As empresas de hoje exigem uma liderança acessível que fomente uma cultura de feedback. Temos que compreender que o foco hierárquico tradicional mudou, e que os colaboradores atualmente esperam um ambiente de trabalho linear, com líderes acessíveis e dispostos a dialogar, onde todos têm algo valioso a oferecer, assim como experiências e perspectivas para compartilhar.

No entanto, essa não é uma tarefa fácil para uma empresa global que procura que colaboradores de 123 nacionalidades e 56 idiomas diferentes compartilhem comentários de modo contínuo e respeitoso.

Por isso, na Amadeus, como provedor de referência para soluções tecnológicas avançadas para a indústria de viagens, utilizamos o nosso foco inovador e aplicamos a gamificação para fomentar essa troca de ideias e conhecimento. Assim, desenvolvemos o “Amadeus Crew”, um jogo que possibilita a abordagem de uma ampla variedade de temas, incluindo o feedback positivo e a capacidade de oferecer uma crítica construtiva. Essa ferramenta possibilita que estejamos alinhados com o modo em que nossas equipes dão e recebem o feedback de que precisam.

Finalmente, vou tratar da tolerância que toda organização deve promover entre seus colaboradores. Um ambiente de trabalho colaborativo tem as suas bases em um empregador que valoriza as diferenças e fomenta a justiça, a igualdade de oportunidades, o respeito e a dignidade para com seus colaboradores. Por isso, a força de trabalho diversa e inclusiva sempre será fundamental para o sucesso de uma organização, seus parceiros e as comunidades com as quais se relaciona.

DEIXE SEU COMENTÁRIO