Portal de reservas corporativas do Grupo Trend ganha funções de segurança para os agentes de viagens

Token e liberação por IP são as novidades do portal

77
Publicidade
Publicidade

O GRUPO TREND investiu no aprimoramento do NATREND, portal corporativo de reservas da TREND Operadora e também da SHOP HOTEL, e acaba de incorporar duas importantes funções  de segurança: token e o bloqueio por IP, beneficiando os agentes de viagens.

“As fraudes corporativas podem comprometer até 6% do faturamento de uma empresa, segundo dados publicados na revista Apólice. No Turismo, esses números começaram a crescer nos últimos anos. Por isso, com a nossa solidez e expertise no mercado corporativo, investimos constantemente no aperfeiçoamento dos nossos sistemas, bem como em garantir a segurança das ferramentas para resguardar os nossos parceiros e, principalmente, os nossos clientes”, ressalta Leonardo Ortega, vice-presidente Executivo do GRUPO TREND.

NOVAS FUNÇÕES DE SEGURANÇA

A primeira é o token de segurança. A partir de agora, ao efetuar algumas transações, como mudança de senha, alteração de dados cadastrais e operações com determinados valores, o sistema solicitará um token de segurança para as agências, via SMS. “A solução é muito utilizada no setor financeiro, principalmente por bancos, e como parte dos nossos investimentos contínuos em segurança implantamos no NATREND”, destaca Robson Gomes, vice-presidente de Tecnologia da Informação do GRUPO TREND.

Outra novidade é o bloqueio e liberação por IP. O sistema permite que o usuário máster possa bloquear ou liberar o acesso ao portal NATREND por determinado IP (endereço do usuário na internet). Com isso, autoriza que os líderes das agências restrinjam o acesso de seus colaboradores fora do local de trabalho, por exemplo, aumentando a segurança da empresa e diminuindo as chances de fraudes.

“Estamos cada vez mais atentos às fraudes. Por conta disso, temos uma equipe antenada com as novidades tecnológicas que surgem no mundo, e assim, projetando novos mecanismos de segurança para implantarmos nos nossos  sistemas”, finaliza Gomes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO