Imagem via Unsplash.com
Publicidade

Uma nova pesquisa mundial encomendada pela Booking.com, líder mundial em conectar viajantes com lugares incríveis para ficar, revela as principais tendências de viagem de quem planeja ampliar sua primeira experiência turística em 2017.

Viajar sozinho

A pesquisa, que entrevistou mais de 15.000 pessoas de 20 países, descobriu que, enquanto poucas pessoas (6%) no mundo disseram que viajaram sozinhas na primeira viagem da vida – a maioria viaja pela primeira vez com a família (52%), com amigos (11%) ou excursão da escola (10%) – a confiança que viajar dá às pessoas está criando uma nova tendência para aventuras individuais em 2017.

Apesar de viajar sozinho parecer algo assustador, dois terços (66%) acham que vale a pena conhecer um novo lugar, e três em cinco (61%) acham que a preocupação que sentiram antes de viajar para um lugar pela primeira vez foi desnecessária.

Mas para onde os viajantes individuais estão se aventurando? A pesquisa revela que 80% estão planejando uma viagem internacional para lugares mais longe.

Os 10 principais destinos para as viagens planejadas de viajantes brasileiros sozinhos são:

  • EUA
  • Canadá
  • Alemanha
  • Argentina
  • Austrália
  • África do Sul
  • Chile
  • Portugal
  • Bélgica
  • França

E parece que estes marinhos de primeira viagem terão uma surpresa agradável, já que viajantes individuais mais experientes disseram se sentir livres (27%), animados (20%), felizes (12%) e apenas alguns (11%) disseram se sentir apreensivos ao viajarem sozinhos. Dicas importantes de viajantes individuais incluem:

  • Certifique-se de saber algumas frases básicas no idioma local (18%),
  • Leve menos do que você acha que precisa (18%),
  • Carregue seu passaporte com você (24%),
  • Reserve sua acomodação com antecedência (30%),
  • Mas o mais importante é: relaxar e aproveitar cada segundo! (40%)

A era do egocentrismo social!

De águas azul-esmeralda, viagens em carro conversível e deliciosa comida – as redes sociais estão repletas de fantasias dos nossos sonhos de viagem. Então, não nos surpreende a revelação da pesquisa de que as redes sociais têm um papel muito importante na escolha de onde ir na primeira viagem, especialmente entre 18 a 24 anos pelo mundo. De fato, quase metade (44%) dos entrevistados da geração Y afirma que usa as redes sociais para escolher um destino de viagem, e mais da metade (55%) diz que as redes sociais servem de inspiração para tentar novas experiências de viagem.

E é a geração Y a mais afetada emocionalmente pelo conteúdo das redes sociais, com quase metade (45%) das pessoas entre 18 e 34 anos confirmando que o conteúdo das redes sociais faz com que elas sintam que todos viajam, menos elas, e 44% admitem que sentem que estão perdendo a chance de vivenciar novas viagens. A natureza competitiva desta geração é refletida nos resultados, com     quase metade (46%) dizendo que eles sentem inveja das viagens postadas nas redes sociais, enquanto um terço (34%) diz que eles viajam mais e tentam ter mais primeiras experiências de viagem para postar novas fotos nas suas redes sociais.

De fato, pode ser a popularidade das redes sociais ou o medo de deixar de fazer algo que faz com que quase três em cinco (58%) das pessoas entre 18 e 34 anos achem que elas são mais aventureiras do que a geração anterior. Esta é uma tendência que permeia diferentes gerações: a sensação de ser mais aventureiro do que as outras gerações anteriores é algo compartilhado por mais da metade (54%) das pessoas entre 35 e 54 anos e por metade (50%) das pessoas com idade igual ou superior a 55 anos.

OBSERVAÇÕES PARA OS EDITORES

Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente entre uma amostragem de representação nacional de 1.000 participantes dos EUA, Reino Unido, França, Itália, Espanha, Rússia, Alemanha, China, Índia e 500 participantes dos Países Baixos, Croácia, Canadá, Japão, Nova Zelândia, Austrália, Tailândia, Dinamarca, Bélgica e Suécia. Ao todo, dados de 15.077 participantes (de 18 ou mais) foram coletados entre 11 e 30 de janeiro de 2017.

DEIXE SEU COMENTÁRIO